Plano Nacional de Segurança Hídrica lançado como meta da área de Infraestrutura Hídrica do Ministéri

“Quase 55 milhões de pessoas nas zonas urbanas devem estar em situação de risco hídrico em 2035, sem disponibilidade suficiente de água para o pleno atendimento de suas demandas, se nada for feito até lá. Para atenuar o problema, foram identificadas 99 intervenções como barragens, sistemas adutores, canais e eixos de integração das bacias hidrográficas que permitem aumentar a oferta em áreas críticas. Essas soluções, no entanto, vão exigir investimentos de R$ 27,5 bilhões ao longo dos próximos 15 anos.”Assim começou o artigo publicado no Valor Econômico, no dia 10/04/2019, tendo por base o Plano Nacional de Segurança Hídrica-PNSH, elaborado pela ENGECORPS para a Agência Nacional de Águas, ag

Elaboração de Projetos da Estação de Tratamento de Esgoto - ETE Jardim São Paulo, Recife, PE.

Os projetos serão realizados para a BRK Ambiental, abrangendo os Sistemas de Esgotamento Ibura, Jardim São Paulo e Curado, devendo tratar os esgotos gerados tanto nas áreas urbanas como das zonas em expansão. A ETE será implantada em etapas ou em módulos: 1ª etapa: serão construídos um tanque de equalização de vazões (Influent Buffer) e dois reatores Nereda; 2ª etapa: serão construídos mais dois reatores Nereda, idênticos aos anteriores citados na 1ª etapa; 3ª etapa: serão construídos um taque de equalização de vazões (Influent Buffer) e um reator Nereda; 4ª etapa: será construído o último módulo do reator Nereda. Dados gerais: ▪ Vazão ao final da 4ª etapa: 946,2 l/s; ▪ População final a

Posts Em Destaque
Arquivo
Procurar por tags

© Copyright 2018 Engecorps Engenharia S.A. | Política da Qualidade